Alentejo, algumas ideias de turismo para este verão

Detectámos que tem um Ad Blocker ativo.

As receitas provenientes da publicidade permitem-nos continuar a produzir artigos de qualidade. Considere desligar o Ad Blocker neste site. Obrigado pelo seu apoio.

alentejoA região do Alentejo destaca-se pela beleza das suas paisagens, pelo seu património arqueológico, monumental, arquitectónico e etnográfico, e pelas muitas praias ao longo da costa.

Se ainda não tem planos para as suas férias, então aqui tem imensas propostas para todos os bolsos e para todos os gostos.

O Alentejo foi a primeira região do mundo a receber a denominação de Destino Turístico Starlight, uma certificação que permite juntar ciência e turismo, aproveitando a astronomia e a visão do firmamento como uma nova forma de turismo sustentável e inteligente.

Com uma média de 286 dias por ano sem nuvens e com pouca poluição luminosa, o Alentejo tem um dos céus mais limpos da Europa. De entre os municípios que garantem as condições ideais para uma excelente observação do céu, destacam-se Reguengos de Monsaraz e Mourão, dois municípios onde os visitantes têm as condições ideais para a utilização de telescópios para observação dos astros.

Para desfrutar dos céus alentejanos são realizadas diversas actividades, como caminhadas nocturnas, passeios de cavalo ao luar ou workshops de astrofotografia. Outra boa opção para observar o céu é na albufeira do Alqueva, nas casas-barco da Amieira Marina.

marvão

O Festival Internacional de Música de Marvão

O Festival Internacional de Música de Marvão realiza-se este ano entre os dias 22 e 30 de Julho. Como quase todos saberão, Marvão é uma das mais belas vilas de Portugal. A combinação entre arquitectura, castelo e paisagem torna este lugar idílico. Não será de estranhar que o maestro alemão Christoph Poppen, director artístico do festival, tenha escolhido esta vila para realizar um encontro de música clássica de alto nível. Se está a pensar ir, as entradas para o festival estão já à venda na Tickeline.

passeios de canoa

Passeios de canoa ao luar

Uma das actividades mais surpreendentes que pode fazer no Alentejo é canoagem nocturna. Esta é uma experiência inesquecível, onde a visão deixa de ser o nosso guia e os sons e cheiros assumem uma relevância extraordinária. É uma experiência sensorial única, diferente e que posiciona o Alentejo como um dos destinos mais originais para desfrutar de umas férias bem diferentes do tradicional.

costa vicentina

Alentejo é também água, sol e mar

Para além da sua beleza natural e da qualidade do seu património arqueológico, monumental, arquitectónico e etnográfico, o Alentejo tem ainda magnificas praias que aos poucos vamos começando a conhecer.

Uma das actividades mais conhecidas da costa alentejana é o surf, um desporto que reúne nas maravilhosas praias da região um grande número de surfistas e aficionados.

Existem várias escolas de surf, com uma ampla oferta de cursos adaptados a todas as idades e níveis.

Mas se gosta de windsurf, então Tróia é o lugar certo para praticar este desporto. Aqui irá encontrar excelentes condições de vento para a prática da modalidade.

rota vicentina

A Rota Vicentina

A Rota Vicentina percorre uma das regiões costeiras mais belas e melhor conservadas da Europa. É formada pelo Caminho Histórico e pelo Trilho dos Pescadores, dois percursos que oferecem uma grande diversidade de paisagens e que têm mais de 340 quilómetros no seu conjunto.

O Caminho Histórico percorre as principais vilas e aldeias num itinerário rural com vários séculos de história. É constituído essencialmente por caminhos rurais. Trata-se de uma clássica Grande Rota (GR), totalmente percorrível a pé e de BTT, com troços de montado, serra, vales, rios e ribeiras, numa viagem pelo tempo, pela cultura local e pelos trilhos da natureza. Em Fevereiro de 2016, o Caminho Histórico da Rota Vicentina foi distinguido com a Certificação Europeia “Leading Quality Trails – Best of Europe”, da responsabilidade de ERA (European Ramblers Association), integrando o lote exclusivo dos melhores destinos de caminhada na Europa. Inclui um total de 12 etapas e 230 km.

O Trilho dos Pescadores é feito sempre junto ao mar, seguindo os caminhos usados pelos locais para acesso às praias e pesqueiros. Trata-se de um single track percorrível apenas a pé, ao longo das falésias, com muita areia e por isso mais exigente do ponto de vista físico. Um desafio ao contacto permanente com o vento do mar, à rudeza da paisagem costeira e à presença de uma natureza selvagem e persistente. Inclui um total de 4 etapas e 5 circuitos complementares, num total de 120 km.

Este percurso é bastante exigente. É um desafio ao longo das magníficas e imponentes falésias, sempre com umas vistas esplendorosas para o Atlântico, para praias desertas e baias surpreendentes onde apetece ir tomar um banho.

Deixe o seu comentário