As maravilhas naturais mais estranhas do mundo (II)

Detectámos que tem um Ad Blocker ativo.

As receitas provenientes da publicidade permitem-nos continuar a produzir artigos de qualidade. Considere desligar o Ad Blocker neste site. Obrigado pelo seu apoio.

lurayHoje continuamos com a nossa viagem pelas maravilhas naturais mais estranhas do mundo. Vamos percorrer as regiões de Israel, Estados Unidos, Irlanda… Vamos entrar em monumentos naturais que em alguns casos ainda não foram explicados.

 

Cavernas de Luray, Virgínia (EUA)

Foram descobertas no final do século XIX. As estalactites e estalagmites formam cortinas espessas de formações caprichosas em toda a caverna. No interior encontramos um espectáculo visual único. Existe um lago subterrâneo chamado “o lago do sonho” onde se produz um reflexo imaculado das estalactites que cobrem a abobada cavernosa. Este reflexo produz a sensação de estarmos perante um lago profundo, quando apenas tem uns escassos centímetros.

 

Marés vermelhas, Costa do Golfo da Flórida

É impossível prever quando e onde se produz este incrível e mágico fenómeno natural. Uma das maravilhas naturais dos nossos oceanos acontece na costa do golfo da Florida quando uma espécie perigosa de alga “floresce” e se expande na água. Milhões de organismos misturam-se criando um concerto de cores intensas que vão do purpura, ao vermelho, castanhos e verdes fluorescentes.

 

Mar Morto, Israel e Jordânia

Este lago de sal gigantesco é a fronteira natural de Israel e Jordânia e é único por dois motivos: a sua extrema salinidade e porque está abaixo do nível do mar. É aproximadamente dez vezes mais salgado do que os oceanos. Nestas águas não importa ser-se bom nadador, pois mesmo que não se saiba nadar será impossível afogar-se, porque mesmo que tente submergir nestas águas acabará flutuando de forma natural.

Além do sal, uma forte concentração de outros minerais aumenta o valor terapêutico da água, e muitos visitantes realizam aqui tratamentos de saúde.

 

A cratera de Molokini, Maui, Hawai

Há milhões de anos, um vulcão solitário entrou em erupção frente à costa de águas tranquilas de Maui. Após explodir foi-se afundando até restar sobre as águas apenas uma muralha de pedra em forma de lua. Actualmente, este “atol” faz as delicias dos amantes da vida marinha.

 

A montanha de lacolito, Utah

O horizonte de St. George no Utah é dominado pela maior montanha de lacolito do mundo. Para quem desconheça o que é e como se forma um lacolito, ficará surpreso por saber que o magma, como o que jorra de um vulcão é injectado entre duas capas de rocha sedimentária e força até à superfície criando uma abobada montanhosa, uma espécie de colina cheia de magma.

Podia-se dizer que se trata de um vulcão que entra em erupção desde o interior. A paisagem que rodeia este lacolito faz-nos pensar que nos encontramos noutro planeta, num território inexplorado.

 

A calçada dos gigantes, Irlanda

Há aproximadamente 60 milhões de anos o esfriamento relativamente rápido da lava da cratera ou caldeira vulcânica gerou a estranha e peculiar formação de umas 40.000 colunas de basalto de forma hexagonal que actualmente vemos na costa do norte da Irlanda. Esta é uma maravilha natural geológica que já deu origem a muitos mitos.

Conta-se que Finn MacCool, um gigante, decidiu construir uma calçada com as próprias mão para unir a Irlanda à Escócia. Mas não terminou a hercúlea tarefa devido ao mau tempo que se faz sentir no Mar do Norte.

 

As rochas deslizante, Death Valley, Califórnia

Este é seguramente um dos mistérios mais interessantes que ocorrem no Parque Nacional de Death Valley. O fenómeno acontece sobre a “cama” de um lago. Sobre a mesma aparecem rochas atrás das quais aparece traçado um misterioso rasto. Não se encontram pistas de pessoas ou animais que tenham estado junto às rochas, pelo que nada indica o que as arrastou até ali. Igualmente ninguém viu as rochas a moverem-se e ainda não foi possível encontrar uma explicação cientifica satisfatória para este estranho fenómeno.

Sem dúvida este é um dos lugares mais enigmáticos em todo o mundo.

Deixe o seu comentário