Boas perspectivas para a actividade hoteleira no Porto

Detectámos que tem um Ad Blocker ativo.

As receitas provenientes da publicidade permitem-nos continuar a produzir artigos de qualidade. Considere desligar o Ad Blocker neste site. Obrigado pelo seu apoio.

portoHá imensos destinos turísticos que vale a pena conhecer em Portugal. Um deles é o Porto. É precisamente esta cidade que deverá vir a ter um bom crescimento no número de turistas e nas estadias nos hotéis, factores importantes e determinantes para a melhoria da economia.

Um estudo realizado pela empresa PwC e denominado, “Cidades Europeias Previsões para Hotéis para 2016 e 2017”, revelou que Lisboa e Porto são das cidades europeias que mais irão crescer no sector hoteleiro este ano e em 2017.

A Cidade Invicta foi já este ano escolhida como o Melhor Destino Europeu, algo que pode ser positivo para o sector turístico e para haver mais turistas a procurar esta cidade para passarem as suas férias. Isto pode ajudar ao crescimento da actividade hoteleira na cidade nortenha.

gaia

Mais visitantes no Porto

Em relação ao Porto, o estudo da PwC mostra que em 2015 houve um crescimento de 20,4%, ficando a cidade em “terceira posição nas cidades que mais cresceram” naquele ano. “O Porto deverá ser a sexta cidade com maior crescimento em 2016 e a terceira em 2017”, refere o estudo, elaborado com base nos três principais indicadores dos hotéis, nomeadamente a Taxa de Ocupação, Taxa Média Diária e Receita por Quarto Disponível, em 19 das mais importantes cidades da Europa.

A cidade do Porto tem excelentes alternativas em matéria de boa gastronomia, opções culturais e oferece ainda a possibilidade de passar uma temporada na companhia da família ao longo de todo o ano para conhecer os seus encantos ou simplesmente para fazer uma escapadela.

São os espanhóis, alemães, franceses e brasileiros que mais visitam a cidade, que “continua a consolidar-se como um dos destinos mais atractivos da Europa”. Segundo César Gonçalves, sócio da PwC, responsável pelo sector do Turismo em Portugal, a “necessidade de fazer face a um ambiente mais competitivo vai obrigar as empresas a reforçarem as suas competências” nas áreas de recursos humanos e ferramentas tecnológicas para uma “gestão mais dinâmica” e “aumentar a sua rentabilidade”. “Os hotéis terão de ter as pessoas e as competências que lhes permitam competir, crescer e diferenciar-se da sua concorrência… não a do “outro lado da rua”, mas sim a da cidade concorrente”, sublinha.

É ainda interessante verificar que o Porto será a cidade portuguesa com mais crescimento nos valores referentes aos rendimentos da actividade hoteleira de entre os destinos europeus analisados neste estudo, com um aumento de 15% em 2017 e de 12,8% de crescimento para o próximo ano.

Também Lisboa tem um lugar de destaque no nosso país em relação à previsão do crescimento no que diz respeito à rentabilidade por quarto de hotel. O estudo indica que irá ainda melhorar 5,6% este ano e 6,8% no próximo ano, previsões bastante positivas para os próximos tempos.

Deixe o seu comentário