Truques Para Gastar Pouco Dinheiro

10 Truques Para Gastar Pouco Dinheiro nas suas Viagens

Quem gosta de viajar? Quase toda a gente! Quem quer gastar muito dinheiro quando está na estrada? Quase ninguém! É por isso que penso que este artigo será muito útil para as pessoas que querem descobrir o mundo sem terem de gastar todas as suas poupanças.
Há uma série de truques que nos permitem viajar um pouco, mas temos de os conhecer e pô-los em prática para que os nossos dias de lazer não se traduzam numa fatura dolorosa que adie demasiado a nossa próxima viagem.
Truques Para Gastar Pouco Dinheiro

Leve alguma comida consigo

Se for de férias para um país como a Tailândia, não siga este conselho… a menos que não queira renunciar ao sabor de um queijo da serra a tantos quilómetros de distância de Portugal.
No entanto, em destinos como a Noruega poderá vir a lamentar não ter trazido salsichas e outros alimentos que ocupam pouco espaço. Ter dinheiro para ir a um lugar é uma coisa, mas depois tem de contar com uma série de despesas que podem complicar a sua vida. As mais comuns são as relacionadas com a alimentação.

Caminhe o mais que puder

A opção mais cara do mundo é andar de táxi, por isso não a considere, a menos que seja realmente uma necessidade.
Depois há o aluguer de um carro, que normalmente também não é barato e que nos vai preocupar até ao fim no caso do carro ter algum acidente e a franquia não cobrir.
O passo seguinte, que normalmente é barata, é simplesmente ir de autocarro, metro ou comboio. É verdade que é a opção mais barata de todas as mencionadas acima, mas não é menos verdade que poupará muito mais se for aos lugares a visitar a pé.

Fique longe do centro

O que acabei de dizer no parágrafo anterior é mais caro se tiverem escolhido um hotel que não esteja perto do centro, uma vez que não é o mesmo andar 15 ou 20 minutos ou ter de o fazer durante uma hora ou mais.
Calcule se vai poupar mais ficando na periferia e tomar transportes públicos ou caminhando para o centro.

Não tenha dúvidas

Por vezes, temos receio de fazer figura de parvos porque queremos fazer perguntas que apesar de tudo não são ridículas.
Por exemplo, se for a sua primeira visita a Itália, provavelmente não sabe o que é o famoso “coperto” que lhe cobram em muitos restaurantes. Isso significa que a comida acaba por lhe custar mais do que pensava, especialmente se for com a família.

Tenha cuidado com a bagagem

Viajar com pouca bagagem não só é um alívio devido ao peso a transportar, como também lhe permite comprar produtos no seu destino para os transportar na mala sem receio de ser cobrado mais por excesso de peso ou por o transportar na mão.

Comparar preços

Se estiver a vaguear por uma zona de restaurantes, dê uma boa olhada nos menus de muitos deles para comparar e tomar uma boa decisão. Lembre-se que ir ao mais barato nem sempre é sinónimo de sucesso. Uma palavra de conselho? Nunca ir a um restaurante que esteja completamente vazio quando há outros quase cheios. Isso é um mau sinal.
Da mesma forma, deve também comparar os preços das lembranças indo a várias lojas, uma vez que frequentemente têm os mesmos produtos com preços que podem variar muito. Se os comprar em áreas muito turísticas, esteja preparado para pagar mais do que o habitual.

Comprar água nos supermercados

Especialmente se viajarmos no Verão, quando está mais calor e precisamos de ir com garrafas nas mochilas. Se as comprar em lugares muito frequentados ou em bares de praia, custar-lhe-ão muito mais do que se os comprar num supermercado. Seja proactivo.

Visitas em dias com entrada livre

Saiba que há exposições, museus, galerias de arte e atracções turísticas que por vezes podem ser visitadas gratuitamente. Alguns oferecem entrada gratuita um dia por semana, enquanto outros só podem ser visitados sem pagar uma vez por mês. Descubra como planear a sua viagem a um custo o mais baixo possível.

Pechinchas nas feiras da ladra

Sabe como funcionam as feiras da ladra. Não é preciso estar no Souk de Marrqueche para negociar com um vendedor. Eles sabem que é um turista e começam com um preço elevado se quiser regatear. Eles estão preparados e sabem até onde podem ir. Também deve saber isso, para não pagar demasiado.

Carteira de estudante em todo o lado

Tem uma identificação de estudante? Leve-a consigo! Recebe frequentemente descontos em museus, atracções turísticas, etc. O melhor é que mal olham para ele, pelo que se pode apresentar um cartão universitário de há mais de 10 anos atrás, no caso de ele caber.
3

Sem comentários

Deixar um comentário

SUBSCREVER GRÁTIS

Subscreva a nossa lista de email e receba novos artigos e actualizações comodamente na sua caixa de email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo correu mal...