braga

40 Coisas Para Fazer em Portugal Pelo Menos Uma Vez na Vida

Coisas Para Fazer em PortugalEra uma vez um país pequeno e desconhecido, cheio de praias de sonho, cidades cheias de magia, paisagens capazes de comover o mais experimentado dos viajantes… Sabe de que país estamos a falar?

Hoje vamos desvendar quais são em nossa opinião as 40 coisas para fazer e visitar em Portugal (pelo menos) uma vez na vida.

  1. Sentar-se nas dunas douradas da praia do Guincho, uma das mais belas de Portugal e observar as acrobacias dos surfistas e bodyboarders sobre as ondas do Atlântico.
  2. Deixar-se embriagar pela paisagem absolutamente mágica da Lagoa das Sete Cidades na Ilha de São Miguel nos Açores. Apelidadas de “ilhas Havai do Atlântico” por um dos melhores escritores de viagens, Chris Leadbeater, os Açores são uma orgia de vulcões, cascatas e águas selvagens ideais para a prática de mergulho e avistamento de baleias. Um dos maiores segredos de Portugal que não deverá ficar escondido por muito mais tempo.
  3. Sentir calafrios em Sintra, um dos lugares mais mágicos e misteriosos de toda a Europa. Sobretudo na enigmática Quinta da Regaleira, construída por um excêntrico aristocrata português chamado Carvalho Monteiro, o qual sonhava viver sob a influência do poder e simbolismo da Maçonaria. A natureza exuberante e a bruma marítima confere a este lugar uma aura esotérica difícil de esquecer.
  4. Experimentar os pastéis de Belém na Antiga Confeitaria de Belém em Lisboa, uma autêntica obra de arte da pastelaria e cujo segredo se mantém inalterado desde 1837, quando um monge do Mosteiro dos Jerónimos transmitiu a enigmática receita aos donos da Antiga Confeitaria. Os actuais donos da receita dos pastéis de Belém dizem que só há três pessoas que conhecem a receita e que nunca podem viajar juntos de avião. Saborear um pastel de Belém quente com canela ou açúcar em pó é algo que não tem preço.
  5. Tomar banho em frente ao Atlântico na Piscina das Marés em Leça de Palmeira (próximo do Porto). Esta piscina foi concebida pelo conhecido arquitecto Siza Vieira. Foi construída nas rochas e está cheia de água salgada, sendo sem qualquer dúvida um lugar único em todo o mundo.
  6. Descobrir a ligação da cidade do Porto com a famosa saga de Harry Potter, mais concretamente com a fascinante Livraria Lello e Irmão, (considerada uma das mais belas do mundo). Aqui ia frequentemente J.K. Rowling durante a sua estadia no Porto nos anos 90. A sua escada extraordinária e as estantes de madeira inspiraram (segundo se diz) a biblioteca de Hogwarts e este mundo de magia.
  7. Esquecer o estresse na famosa Festa de São João (23 de Junho) no Porto. A noite maior do ano é celebrada nesta cidade da forma mais louca possível. Coma umas sardinhas assadas numa das barracas instaladas pela cidade e depois de se sentir com mais energia agarre num martelo de São João e comece a bater na cabeça de todos os que estiverem no seu caminho. Sim! É tão louco como parece…
  8. Tomar banho na piscina fluvial do Piódão , uma das povoações mais bonitas de Portugal, cuja arquitectura e costumes se têm mantido inalterados ao longo do tempo pois é um local de difícil acesso.
  9. Aprender tudo sobre o vinho do Porto, o elixir lusitano por excelência, em alguma das adegas de Vila Nova de Gaia na margem oposta à cidade do Porto e celebrar este novo conhecimento com um copo (ou dois) de bom vinho do Porto.o que fazer em portugal
  10. Passear num imponente cavalo pela praia deserta e quase selvagem da Comporta, o novo destino chique do país e onde têm sido vistos alguns famosos a descansar e a fugir do resto do mundo.
  11. Comer um arroz de lingueirão na bela Tavira (Algarve), mais concretamente no Restaurante Noélia & Jerónimo, um clássico.
  12. Explorar a Costa Vicentina e aproveitar para conhecer o percurso pedestre junto ao Atlântico até ao Cabo Sardão para avistar as cegonhas nos seus ninhos.
  13. Percorrer o encantador bairro da Beira Mar e perder-se na rede de canais da chamada Veneza de Portugal, a cidade de Aveiro. As ruas deste bairro têm casas com uma bela arquitectura e tradicionais armazéns de sal.
  14. Entregar-se à festa da Queima das Fitas em Coimbra (Maio), a cidade universitária portuguesa por excelência. A Queima das Fitas significa literalmente a queima das fitas dos estudantes universitários que terminam o curso académico. Para celebrar, a cidade inteira rende-se durante uma semana ao êxtase universitário numa sucessão de corsos académicos, concertos e festas.
  15. Acampar na maravilhosa praia fluvial do Taboão, na zona do Minho, e assistir ao Festival de Paredes de Coura (meados de Agosto), o decano dos festivais de música em Portugal.
  16. Descobrir a rota do vinho verde na bela região do Minho, no Norte do país, e visitar a primeira capital do país, Guimarães, cujo monumental castelo, de estilo românico e gótico não o deixará indiferente.
  17. Alugar um barco e contemplar o pôr-do-sol enquanto percorrer o rio Tejo, tendo como pano de fundo a decadente beleza da cidade de Lisboa.
  18. Viajar no tempo nas espectaculares ruínas romanas de Conimbriga, a sul de Coimbra (Condeixa).
  19. Assustar-se na Capela dos Ossos na cidade de Évora, “decorada” com as caveiras e ossos de nada mais, nada menos, do que cinco mil corpos. A capela foi construída por um monge franciscano no século XVI para recordar aos fiéis que a vida é apenas uma passagem.
  20. Ter a sorte de assistir à Festa das Flores de Campo Maior, onde as ruas são engalanadas com flores e outros ornamentos de papel feitos pelos próprios habitantes e cuja produção demora mais de sete meses. Esta festa apenas tem lugar quando o povo assim o decide dado o árduo trabalho que acarreta.
  21. Assistir à monumental Festa dos Tabuleiros em Tomar, em honra do Divino Espírito Santo. Esta festa é feita uma vez em cada 4 anos e as ruas da cidade são engalanadas com milhares de flores para deleite de todos os visitantes que têm a sorte de participar nas celebrações e conhecer a cidade.
  22. Participar na meia maratona de Lisboa e ter o privilégio de correr sobre a Ponte 25 de Abril, a única altura do ano em que está fechada ao trânsito.
  23. Ganhar força e subir os 686 degraus da impressionante escadaria barroca que culmina no Santuário de Nossa Senhora dos Remédios de Lamego. Este começou a ser construído no século XVIII e apenas foi terminado em 1905.
  24. Apanhar um barco para visitar as grutas e formações rochosas da “Ponta da Piedade” em Lagos (Algarve).
  25. Comer sardinhas no bairro da Madragoa, durante as festas de Santo António de Lisboa (Junho).
  26. Sentir o fervor religioso (e comercial) de Fátima, o lugar de peregrinação mais famoso de Portugal e onde tiveram lugar as famosas aparições da Virgem aos Três Pastorinhos em 1917.fatima
  27. Subir a bordo do comboio a vapor que, entre Junho e Outubro percorre o trajecto entre Peso da Régua e Tua, aproveitando para contemplar as incríveis paisagens das vinhas do vale do Tua (afluente do Douro).
  28. Comprar livros em Óbidos. Classificada pela UNESCO como “Cidade Literária” esta cidade única tem infinitas possibilidades de aproveitar a literatura nos lugares mais insólitos, como por exemplo a igreja de São Tiago que foi transformada num livraria e adega, onde para além de podermos degustar os vinhos da região, ainda podemos folhear os clássicos da literatura.
  29. Comer peixe em Porto Covo, em plena costa vicentina, uma antiga aldeia de pescadores com uma praia de cortar a respiração.
  30. Ficar cheio de saudade numa casa de fado (das autênticas, por favor), como por exemplo o Sr. Fado em Lisboa.
  31. Estremecer com o rugido das ondas a bater nas rochas na misteriosa “Boca do Inferno”, próximo de Cascais, onde será fácil imaginar poderá ser a entrada do mesmo.
  32. Visitar o ponto mais ocidental da Europa, o cabo de São Vicente. Este cabo foi chamado na Idade Média como o fim do mundo e é uma reserva natural de beleza exuberante.
  33. Praticar o chillout num sábado na praia do Meco, uma das favoritas dos lisboetas, e dar-se conta que já caiu a noite e está a dançar ao som da música do Bar do Peixe.
  34. Sentir-se como se estivesse em Roma, mas estando no centro histórico da cidade de Braga, no norte do país, uma cidade bela e ainda desconhecida da maioria dos turistas.braga
  35. Imitar os locais e comer o famoso choco frito na cidade de Setúbal.
  36. Beber uma bica no café Martinho da Arcada em Lisboa, ao lado da mesa onde o grande Fernando Pessoa escreveu a maioria dos poemas, e que o dono manteve na mesma.
  37. Conhecer o novo MAAT– Museu de Arte, Arquitectura e Tecnologia de Lisboa, uma construção futurista na margem do rio Tejo, obra da arquitecta britânica Amanda Levete, que transformou a paisagem ribeirinha da cidade.
  38. Ir à praia do Norte da Nazaré ver as famosas ondas gigantes e aproveitar para comer peixe ou marisco num dos muitos restaurantes da cidade.
  39. Sentir a imensidão da natureza, acampando durante um fim-de-semana no Parque nacional da Peneda-Gerês, na região de Trás-os-Montes.
  40. Participar na Festa Templária em Tomar (Julho) e sentir-se transportado à época medieval e aos mistérios dos cavaleiros Templários.
Booking.com
3

Sem comentários

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

SUBSCREVER GRÁTIS

Subscreva a nossa lista de email e receba novos artigos e actualizações comodamente na sua caixa de email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo correu mal...