Conselhos para comprar a mala de viagem ideal

Detectámos que tem um Ad Blocker ativo.

As receitas provenientes da publicidade permitem-nos continuar a produzir artigos de qualidade. Considere desligar o Ad Blocker neste site. Obrigado pelo seu apoio.

mala de viagemEscolher a mala de viagem ideal pode parecer simples: todos sabem que ela deve ser leve! Mas a verdade é que, com as constantes novidades do mercado, torna-se difícil encontrar uma boa relação custo/benefício entre as muitas malas que despertam o nosso interesse.

Uma mala de viagem pode ser de bordo, de porão, com rodas, sem rodas, rígida, que expande, com fecho, sem fecho, com cadeado, sem cadeado… Mas o que é realmente importante para si?

A maior parte de nós viaja com malas de viagem escolhidas apenas pelo factor preço e esquecemo-nos do resto. Será que não é altura de renovar a sua bagagem e escolher uma mala com melhor qualidade?

Comprar uma boa mala de viagem é sempre um bom investimento (ou pode comprar mais de uma, se quiser ter malas de vários tamanhos e para todos os tipos de viagens). Irá ficar menos cansado quando tiver de a transportar, é mais resistente aos golpes, e com os modelos que existem hoje em dia, você irá ser a pessoa mais elegante no aeroporto ou na estação.

 

Mala rígida ou semi-rígida?

É preciso pensar seriamente no peso da mala em si. Quanto mais leve, mais coisas poderá levar sem atingir os limites impostos pelas companhias. Até mesmo 1 quilo entre um modelo e outro pode fazer a diferença no final.

Não é preciso dizer que a rígida é a mais pesada de todas e, dependendo do tipo de viagem, pode não ser uma boa opção. Outra desvantagem das malas rígidas é poderem ficar riscadas mais facilmente. Mas a tecnologia tem avançado muito, e já existem malas rígidas bem mais leves, embora o preço seja mais elevado.

Uma mala flexível é geralmente a mais leve, mas se for frágil demais, também se pode rasgar com facilidade e ainda tem tendência para deixar molhar o conteúdo em caso de chuva. Pergunte sempre se o tecido é impermeável. De um modo geral, uma mala semi-flexível seria a mais indicada para a maioria das pessoas.

Existem também as malas expansíveis, ou seja, cujo design permite que fiquem maiores com um pequeno ajuste. Isso é importante principalmente para quem costuma fazer compras e trazer mais coisas do que levou.

 

Tamanho da mala de viagem

Se vai viajar de avião mas está a pensar em ficar pouco tempo, então talvez não valha a pena levar mala no porão. Se conseguir levar tudo na mala de mão que vai consigo na cabina (cuidado com os limites), as malas de viagem mais pequenas serão a escolha ideal para si.

O segredo para escolher o tamanho da mala é o tempo que você espera ficar fora. De uma forma geral, há três tamanhos de malas. A mais pequena é ideal para quem vai, por exemplo, ficar fora um fim-de-semana. Uma mala média é indicada para viagens até uma semana e para pessoas que precisam levar mais coisas que uma mala pequena não permite. E finalmente a mala grande que é indicada para viagens com durações mais prolongadas.

comprar mala de viagem

Rodas

Pessoalmente prefiro uma mala com 4 rodas que girem 360º, o que facilita bastante quando temos que nos deslocar. Isso faz com que possamos empurrar a mala na vertical, sem que ela precise ficar inclinada sobre duas rodas e a gente tenha que sentir o seu peso enquanto a transportamos de um lado para o outro

Antes de comprar, teste a mala dentro da loja para verificar se está tudo a funcionar bem e se não há qualquer atrito nas rodas.

 

Fácil de identificar

Ninguém merece olhar para uma mala e ficar na dúvida se aquela é mesmo a sua ou não. A mala preta tradicional continua a ter o seu espaço, mas as vendas de malas com cores mais fortes e coloridas têm vindo a ganhar cada vez mais destaque.

Para além disso, é bom identificar bem a nossa mala com fitas coloridas ou com identificadores próprios. E nunca se esqueça de preencher o cartão com o nome completo, telefone e endereço para o caso de esta se poder extraviar.

 

Leves

De peso já basta o que levamos dentro da mala. Então este ponto é muito simples: compre uma mala leve!

Aqui gosto mais das malas rígidas, até porque o que transportamos dentro da mala fica melhor protegido. Tente escolher uma mala de polipropileno porque é mais leve. Estas malas podem ser mais caras, mas a relação custo/benefício é melhor. Há quem diga que a mala de polipropileno pode-se partir mais facilmente, mas comigo isso nunca aconteceu (até agora). Tenha no entanto cuidado com a marca e com a qualidade de construção.

Se você gosta de malas flexíveis, óptimo! Elas até costumam ser mais leves do que as rígidas, mas tenha cuidado com o material. Compre uma mala de qualidade.

 

Arrumação interna

Para mim, o ideal é uma mala de viagem que se abre ao meio e divide as roupas para cada um dos lados de forma igual. Isso facilita imenso quando procuramos as roupas dentro da bagagem!

Não é muito prático ter uma mala que abre como uma “tampa” e nos obriga a tirar tudo o que colocamos em cima para encontrar aquela roupa que ficou bem lá no fundo. O esquema “metade/metade” ajuda imenso neste aspecto e ainda ajuda a ter a mala mais bem organizada.

Seria também aconselhável ter um daqueles modelos com uma capa com fecho dos dois lados, mas não existem muitas malas assim. A maioria possui essa capa num lado e um elástico para prender as roupas do outro.

Booking.com

Deixe o seu comentário

SUBSCREVER GRÁTIS

Subscreva a nossa lista de email e receba novos artigos e actualizações comodamente na sua caixa de email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo correu mal...