Site icon Mais Turismo

Os melhores destinos hipster do mundo

destinos hipstersPor esta altura imagino que já saberá o que significa a palavra “hipster“. Trata-se de uma subcultura contemporânea que inclui jovens boémios de classe média-alta que costumam estar associados a uma série de tendências, como por exemplo vestir roupa em segunda mão, comprar produtos artesanais, ouvir música alternativa ou consumir alimentos orgânicos. É muito mais do que ter a típica barba (ainda na moda), e que terá provavelmente afectado bastante as vendas da Gillette.
Dito isto, há que dizer que não é a mesma coisa ser hipster em Castelo Branco ou sê-lo numa das cidades que vou referir de seguida. Estas cidades são o destino perfeito para todos os hipsters, pelo que recomendo que tome a devida nota se quer viver uma experiência longe do convencional. E nem sequer é preciso ir muito longe porque em Portugal temos um dos melhores destinos hispter do mundo.

Portland (Oregon, Estados Unidos)

Se Portland está neste artigo, será sem dúvida alguma graças à sua ampla oferta de restaurantes vegans. Com efeito, existem 18 por cada 100.000 pessoas. E não é só isso, pois foi também ali foi inaugurado o primeiro supermercado vegan do mundo.

Lisboa (Portugal)

Lisboa é considerada uma das cidades europeias mais hipster pois tem imensas lojas de estilo vintage. São cerca de 78 por cada 100.000 habitantes, o que diz muito sobre a capital portuguesa. Por outro lado, tem também muitas propostas para os turistas vegans.

Estocolmo (Suécia)

Estocolmo não podia ficar de fora, principalmente devido à Ilha de Södermalm, que é a maior ilha da capital sueca. Apesar de nos inícios do século XX tivesse sido uma zona pobre que se destacava pelas casas em madeira pintadas em diferentes cores, transformou-se actualmente no “Soho de Estocolmo”, um bairro que convida a conhecer as suas galerias de arte e restaurantes da moda enquanto aproveitamos o nosso lado mais boémio nas lojas de design.

Helsínquia (Finlândia)

Está no Top 20 das cidades com mais cafetarias do mundo. São umas 80 por cada 100.000 pessoas, o que não está nada mal. Para além disso, existem 42 boutiques vintage por cada 100.000 pessoas, o que reforça ainda mais a sua veia hipster. No entanto, o evento que chama mais a atenção dos hipsters é o Helsinki Coffee Festival, que este ano decorreu entre 20 e 22 de Abril na capital finlandesa.

Brighton and Hove (Reino Unido)

No condado de East Sussex, no sudeste da Inglaterra, fica a que é para muitos a cidade mais hipster do mundo. Na maioria dos factores analisados para determinar o grau de “hispterismo” de uma cidade aparece sempre nas primeiras posições. Para ser mais concreto, em termos de restaurantes vegans, em cafetarias e em lojas de discos. Há 37 estabelecimentos vegans, 125 cafetarias por cada 100.000 pessoas e 9 lojas de discos por cada 100.000 pessoas. É normal que seja considerada a meca dos hipsters.

Salt Lake City (Utah, Estados Unidos)

Voltamos aos Estados Unidos mas desta vez para viajar ao Estado do Utah. Ali, em Salt Lake City, têm o privilégio de dizer que há 24 salões de tatuagens por cada 100.000 pessoas, o que equivale à quinta maior densidade entre todas as cidades do mundo. Será por isso normal que ali se celebre anualmente uma convenção internacional sobre tatuagens.
Exit mobile version