O mapa da paz no mundo

Detectámos que tem um Ad Blocker ativo.

As receitas provenientes da publicidade permitem-nos continuar a produzir artigos de qualidade. Considere desligar o Ad Blocker neste site. Obrigado pelo seu apoio.

O mapa da paz no mundoO índice de paz global (global peace index, em inglês) é um indicador que mede o nível de paz de um país ou região e que apareceu pela primeira vez no ano de 2007. Neste mapa da paz no mundo podemos ver os distintos países coloridos segundo o seu respectivo índice de maior ou menor paz existente.

O dito índice é elaborado pelo Institute for Economics and Peace em colaboração com um painel internacional de especialistas provenientes do Centre for Peace and Conflict Studies e da Universidade de Sidney. São analisados dados processados pelo semanário britânico “The Economist”.

Os parâmetros considerados no estudo incluem variáveis internas como os níveis de violência e criminalidade, mas também externas, como os gastos militares ou as guerras onde os países participam.

No website temos a possibilidade de comparar os dados de diferentes anos e ver detalhes de cada país, e aceder à lista dos países melhor e pior classificados. Entre os países assinalados a cores “quentes”, ou seja laranja ou vermelho, encontramos alguns dos países mais perigosos do mundo, afectados por guerras e violência de rua.

É possível obter um documento em PDF com os dados do estudo, e aceder aos dados de cada país dos quais existem dados, pois há que saber que em alguns anos não foi possível obter dados em relação a alguns países.

A lista de países mais pacíficos é liderada pela Nova Zelândia, seguido da Islândia e pelo Japão. No outro extremo, Iraque, Somália e Afeganistão obtiveram os piores resultados.

Um mapa da paz no mundo marca aqueles lugares mais e menos seguros para viajar, mas também para viver.

Site Oficial : Vison of Humanity

Booking.com

Deixe o seu comentário

SUBSCREVER GRÁTIS

Subscreva a nossa lista de email e receba novos artigos e actualizações comodamente na sua caixa de email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo correu mal...