Prambanan

Prambanan

Prambanan
O templo de Prambanan está situado na área central da Ilha de Java, na Indonésia, sendo muito próxima da cidade de Yogyakarta (cerca de 18km). Considerado um dos maiores templos hindus do sudeste da Ásia, Prambanan destaca-se por sua arquitectura, com esculturas e relevo nas fachadas que retratam verdadeiras passagens épicas.
Também conhecido como Rorojonggrang, Prambanan possui uma estrutura típica dos templos hindus, com imponentes monumentos, elevados e pontiagudos, havendo um grande complexo de templos individuais em seu interior. A torre central chega a alcançar 47 metros de altura.
Existem aproximadamente 237 templos no complexo, grandes e pequenos. A grande maioria já está bastante deteriorada, restando tão somente pedras espalhadas. Prambanan é dividido por três zonas: a zona exterior, a do meio onde continha centenas de templos pequenos, e a zona ao qual consideram sagrado, que continha oito templos principais.
Na zona exterior há um grande espaço, marcado por uma parede rectangular (já destruída). Acredita-se que ali era um parque sagrado, mas não se sabe ao certo qual seria sua função original. Tudo era feito de madeira, o que acelerou a sua perda no decorrer do tempo.
Tal edificação surgiu por volta de 850 d.C., não havendo dados históricos suficientes pra comprovar quem ordenara a sua construção. Todavia, existem duas possibilidades de quem realizou a obra: Rakai Pikatan, que foi rei da segunda dinastia Mataram, ou Balitung Maha Sambu, durante a dinastia Sanjaya. O mistério embeleza a paisagem.
A certeza que se tem é de que o templo foi abandonado, não muito tempo depois de concluída sua construção. E desta maneira, Prambanan sofreu deteriorações ao longo dos séculos, totalmente vazia e esquecida.
A sua reconstrução iniciara em 1918, e o monumento principal (a torre de 47 metros) ficou pronto em 1953. Mas infelizmente o templo foi bastante danificado, no dia 27 de maio de 2006, quando um terremoto de 5.8 pontos na escala Richter atingiu a ilha de Java.
Grandes detritos, incluindo esculturas, foram espalhados pela área. O templo foi fechado ao público, sendo reaberto algumas semanas depois. Entretanto, em muitos locais não se pode ter acesso. Templos menores que foram depredados e furtados (servindo de material em outras áreas remotas) não passaram por reformas e permaneceram nas condições que estavam.

Após uma avaliação geral, a restauração em outros segmentos foi instaurada, recolocando as pedras espalhadas em seus respectivos lugares. Um trabalho árduo de precisão e paciência.
Para quem quiser visitá-lo o templo abre cedo, às 6 horas, e recomenda-se que de manhã é a melhor opção, pois de tarde o calor é muito intenso.Além desta questão, as fotos ficam mais vivas e nítidas com a luz matinal.
Prambanan foi declarado Património Mundial da Humanidade pela Unesco em 1991.
Booking.com

Sem comentários

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

SUBSCREVER GRÁTIS

Subscreva a nossa lista de email e receba novos artigos e actualizações comodamente na sua caixa de email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo correu mal...