Reguengos de Monsaraz: um lugar com encanto

Detectámos que tem um Ad Blocker ativo.

As receitas provenientes da publicidade permitem-nos continuar a produzir artigos de qualidade. Considere desligar o Ad Blocker neste site. Obrigado pelo seu apoio.

reguengos de monsarazReguengos de Monsaraz é muitas vezes chamada de “ninho das águias”, por se encontrar no alto de um monte, destacando-se nas planícies alentejanas. É uma visita que deixa todos encantados, pois não conheço ninguém que a tenha visitado e que não tenha gostado. Mais do que uma povoação antiga, é uma aldeia fortificada sobre um monte e uma terra tão peculiar que é uma das preferidas pelos turistas que percorrem o Alentejo. Contida pelas suas muralhas, guardando o Guadiana que corre perto, rodeada por monumentos pré-históricos, visitar Reguengos de Monsaraz é descobrir como é que é possível que uma povoação tão pequena construiu nos seus domínios um castelo e sete igrejas.

 

Visitar Reguengos de Monsaraz

Esta terra encantadora é para ser totalmente visitada a pé e apenas tem duas ruas, a Rua Direita e a Rua de Santiago. Uma visita a Reguengos de Monsaraz começa pela Porta da Vila. Por trás subindo por umas escadas temos um excelente miradouro sobre a região.

O coração da vila é a Igreja Matriz, e cuja esquina está o posto de turismo. Na praça há uma peculiar picota do século XVIII coroada com uma esfera armilar.

O castelo tem uma torre de menagem com forma pentagonal, construida no século XIII pelo rei D. Afonso III. Outras portas são a de Évora, Alcoba e Cisterna. Toda a povoação é abraçada e protegida por uma muralha medieval e pelos baluartes erguidos durante a guerra de 1640. Por muito pequena que seja a vila não é por isso que deixa de ter uma grande quantidade de estruturas defensivas que serviram durante as guerras fronteiriças. Recomendamos as vistas da torre das feiticeiras.

O forte tem sido usado nas festas da terra, na segunda semana de Setembro, quando se realiza uma corrida de touros, fazem-se bailes e a animação toma conta da vila.

A Torre de Menagem fazia parte de uma cadeia de fortalezas de defesa alentejanas juntamente com as de Alandroal, Elvas, Campo Maior, Mourão, Moura e Serpa. Nos dias mais despejados pode-se avistar ao longe o castelo de Mourão.

 

Como ir para Reguengos de Monsaraz

De autocarro a partir de Évora existe diariamente ligação (excepto fins de semana).

No exterior da muralha há estacionamento para deixar o carro.

 

Alojamento em Reguengos de Monsaraz

Existem várias opções de alojamentos disponíveis na zona de Reguengos de Monsaraz. Aqui ficam alguns:

Vila Planície: um hotel de 4 estrelas na localidade de Telheiro. Rua Da Barrada Nº13. Decoração típica alentejana. Fazem actividades na zona ao ar livre.

Horta da Moura: Bonito hotel em Horta da Moura Apt 64. Tem uma zona com wifi gratuito e bom serviço.

Para mais opções de alojamento clique aqui.

 

Restaurantes em Reguengos de Monsaraz

Numa vila com duas ruas não é difícil encontrar os restaurantes e cafés. O mais recomendado é o Santiago, na Rua de Santiago, com esplanada.

 

Monumentos pré-históricos

O campo que rodeia Reguengos de Monsaraz tem muitos vestígios pré-históricos. Dólmens, menires e cromeleques fazem deste lugar um dos grandes campos megalíticos de Portugal.

Da época neolítica, 3000 anos antes de Cristo, podem superar os 4 metros de altura, não se sabe exactamente qual o seu significado. Uma teoria defende que eram usados em cerimonias de fertilidade para obter os favores dos deuses.

Os exemplares de maior destaque são o menir do Outeiro, com mais de cinco metros de altura, o cromeleque do Xarez e o dólmen de Olival da Pega. Também existe um menir que lembra um pouco a forma de um útero feminino e que é chamado de Menir da Rocha dos Namorados.

Booking.com

Deixe o seu comentário

SUBSCREVER GRÁTIS

Subscreva a nossa lista de email e receba novos artigos e actualizações comodamente na sua caixa de email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo correu mal...