Rumo ao Atlântico

Detectámos que tem um Ad Blocker ativo.

As receitas provenientes da publicidade permitem-nos continuar a produzir artigos de qualidade. Considere desligar o Ad Blocker neste site. Obrigado pelo seu apoio.

Já visitámos Leiria, mas nunca nos cansamos de aqui voltar. Em Leiria conhecemos o seu velho Castelo, testemunho das suas origens medievais; a Catedral e a sua torre e a rua Direita que tem o seu inicio na Praça Rodrigues Lobo e contradizendo com obstinação o seu nome, curvando constantemente pelo seu percurso.

Vamos em busca das praias e da promessa de um mundo de atracções, emoções, tradições e um clima temperado ideal para o descanso e o relaxamento.

O Rio Lis é o protagonista deste nosso percurso, parece que para chegar até ao mar percorrendo-o demora uma eternidade perdidos nos belos campos agrícolas desta região. Sobre a margem esquerda do Lis, 10 quilómetros antes de chegar ao mar encontramos a Marinha Grande.

Situada quase no centro do distrito de Leiria, a Marinha Grande ocupa uma extensa planície arenosa, no limite norte da Estremadura, servida por varias estradas e pela via férrea do oeste, próxima da cidade de Leiria e a 150 quilómetros de Lisboa e quase 200 do Porto.

Rodeada por grandes pinhais, a cidade da Marinha Grande fica na fronteira oriental do famoso Pinhal de Leiria. Dona de um grandioso património cultural e industrial, a cidade conta com muitos pontos de interesse para visitar e percorrer.

A Marinha Grande é rica também em belezas naturais como os Ribeiros de São Pedro de Moel, a Ponte Nova, Pinhal Manso, Pinheiros Serpentes e claro pelas suas belas praias.

A praia da Vieira, entre o Rio Lis e o Pinhal do Rei, é um centro de veraneio excelente que conta com um parque aquático, mas também oferece a possibilidade de observar a prática tradicional da chamada Arte Xávega dos pescadores e comprar peixe fresco, recém saído do mar.

Entre o Pinhal e o Atlântico fica também a praia de São Pedro de Moel com um ambiente jovem e onde é possível a prática de surf e bodyboard. Grandes rochas alternando com o mar, possibilitam actividades de observação do mundo marinho. Mas se preferir aguas mais calmas pode optar pelas cristalinas piscinas de água salgada, mesmo junto à praia.

Mais a sul encontramos a praia de Pedras Negras, onde a paisagem de dunas começa a mostrar alterações rochosas e se observam pedras escuras e avermelhadas.

A escassos 2 quilómetros mais a sul, a paisagem volta a mudar no extenso areal que se forma onde desagua o Ribeiro de Moel. Praia Velha, Praia Dourada e Penenedo do Cabo, constituem uma sucessão de praias de grandiosa riqueza natural e ambiente festivo. As características paisagísticas fazem com que esta zona tenha um papel fundamental no turismo ambiental.

A Marinha Grande põe à prova todos os nossos sentidos, mas há que seguir percorrendo a costa, para continuar à descoberta desse Portugal desconhecido por muitos, mas que nos deixa enamorados pela sua beleza.

Foto: joriavlis no Flickr

Booking.com

Deixe o seu comentário

SUBSCREVER GRÁTIS

Subscreva a nossa lista de email e receba novos artigos e actualizações comodamente na sua caixa de email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo correu mal...