viajar barato

Viajar barato na Europa – 10 conselhos para viajar mais barato

viajar baratoViajar pelo velho continente pode tornar-se caro, mas seguindo algumas regras e conselhos poderá ser a solução para se conseguir viajar de forma mais económica pela Europa. De seguida deixo uma lista com os 10 conselhos que penso serem mais interessantes e que se devem ter em conta antes de viajar.

Aqui ficam as 10 dicas para poder viajar barato na Europa:

 

1 – Escolha bem as datas

A época alta de turismo na Europa é entre os meses de Junho a Setembro. Durante o resto do ano os preços são mais acessíveis, quer seja para entrar num museu ou em relação ao alojamento. No entanto é preciso ter em atenção outras épocas do ano, como Dezembro e Janeiro, quando muitos dos países europeus estão cheios de neve e está um frio horrível. Recomendo que escolha os meses de Abril ou Maio, quando é primavera e já poderá gozar de dias menos frios e com muito sol.

 

2 – Utilize as companhias aéreas low cost

Dizem que o comboio é o melhor para se viajar entre os países, mas talvez já não seja bem assim. Dê uma vista de olhos aos preços praticados pelas companhias Ryanair ou Easyjet, e verá como é realmente barato hoje em dia voar e viajar.

Apesar disso é preciso ter algumas coisas em consideração. Primeiro compre as passagens aéreas antecipadamente e depois seja um pouco flexível nos dias (1 dia antes ou depois pode ter uma enorme diferença no preço).

Atenção também à bagagem que leva consigo. Por exemplo, se voar na Easyjet pode levar um artigo de bagagem de mão com dimensões não superiores a 56x45x25cm, incluindo as rodas. Uma vez que as bolsas pessoais e computadores portáteis são considerados peças individuais, deve tentar levar todos estes artigos dentro de um único volume de bagagem de mão. Se levar mais bagagem do que a permitida, terá de pagar 30,00€ por cada artigo adicional (no caso de fazer o check in no aeroporto). Se fez previamente o check in online e não passou pelo balcão de facturação, se chegar à porta de embarque com excesso de bagagem, terá de pagar 50€ por cada peça extra. Por isso tenha muita atenção, pois poderá ter de pagar mais pela bagagem do que pelo voo propriamente dito.

viajar pela europa

3 – Viaje de comboio e de preferência à noite

Com este tipo de transporte serão mais as horas de viagem, o que lhe dará tempo para admirar a paisagem, levar mais bagagem e ainda poder dormir. Poderá poupar nas noites de alojamento se dormir no comboio. Há mesmo alguns comboios que têm compartimentos ou quartos quase ao nível de um hotel (tudo depende do bilhete que comprar e de quanto está disposto a gastar).

Poderá comprar dois tipos de passe Interrail, o Passe Global que é o mais indicado para quem pretende viajar pelo maior número possível de países da Europa dentro de um determinado espaço de tempo. Através desta opção, são mais de 30 países que poderá visitar, em períodos que poderão variar entre os 10 e os 22 dias. O outro é o Passe para um único país, que ao contrário do passe global permite-lhe andar livremente de comboio apenas dentro de um único país. É uma excelente alternativa para quem não tem interesse em viajar pela Europa, mas possui em mente um destino em particular que gostaria de visitar.

 

4 – Ande de metro ou nos transportes públicos

Quando chegar a um aeroporto ou a uma nova cidade evite apanhar um táxi, porque o que poupou na viagem irá gastar na corrida do táxi. Apanhe os autocarros públicos que partem do aeroporto para a cidade, ou o metro, caso exista.

Verifique primeiro onde fica localizado o seu alojamento, até onde pode ir, quais as linhas a tomar, porque não tem sentido andar perdido ou perguntando a todas as pessoas por uma informação que já devia ter planeado antecipadamente. Caminhe muito e vá com calma, esta é a melhor forma de conhecer os locais que se vai conhecendo.

 

5 – Fique num hostel

Por norma geral os hotéis são relativamente caros, por essa razão é mais conveniente ficar alojado em hostels. Não são muito luxuosos, mas servem para o efeito. Poderá conhecer viajantes como você, e a ideia é mesmo sair e ir conhecer a cidade, não ficar todo o dia fechado! Pesquise em Hostelworld, Booking, Agoda ou Hihostels.

como viajar mais barato

 

6 – Compra nos mesmos sítios que os locais

Faça as suas compras num lugar onde possa ver os preços ou pelo menos comparar. Visite locais mais populares como mercados de bairro ou supermercados. Evite a loja da esquina, que por acaso até deve ser a única na zona dos hotéis dos turistas.

Há muitos países onde simplesmente não colocam os preços nos produtos, por isso peça indicações a alguém sobre os melhores locais onde poderá fazer compras e quando poderá gastar para não ser enganado.

 

7 – Evite os restaurantes

A não ser que vá de lua-de-mel, ou que seja como o chef Anthony Bourdain, e tenha um orçamento grande para gastar, esqueça os restaurantes.

Prepare lanches fáceis de fazer, sanduiches ou fruta. Verá que será muito mais económico do que fazer uma paragem todos os dias em qualquer restaurante. No entanto, e de vez em quando pode experimentar novos sabores e desfrutar de um pitéu mais exótico, senão também irá perder grande parte da experiência de viajar.

 

8 – Reúna toda a informação possível sobre os locais a visitar

Digo isto para o seu bem, porque ninguém quer chegar por exemplo a Milão, e depois de ter gasto uma pipa de massa, se dá conta que não havia nada mais para ver do que um Duomo e a visita a “A Última Ceia” de Leonardo da Vinci.

Pesquise sobre as diferentes atracções oferecidas pela cidade para onde se deve dirigir. Saiba para onde vai, como é o clima, qual o idioma, como se mover pela cidade e o que visitar.

 

9 – Verifique se há entradas gratuitas em museus e outros locais turísticos

A maioria destes locais tem um dia semanal para visitas gratuitas ou com preços mais reduzidos na maioria dos países. Planeie, averigúe, e se tiver sorte poderá entrar a metade do preço no museu do Louvre ou mesmo de forma gratuita nalguns monumentos. Se for estudante ou professor também irá ter seguramente algum tipo de desconto.

viajar barato

 

10 – Coloque um limite para as suas compras

Penso que não faz qualquer sentido comprar artigos para turistas do tipo “I love Paris, Madrid ou Itália”, pois não? Tem mesmo necessidade de comprar este tipo de artigo? Vale a pena comprar cinco saris na India quando a sua esposa poderá (com sorte) usar um durante o Carnaval? Pense bem e não deite o seu dinheiro fora!

Compre as prendas que são mesmo necessárias, e não para todos os seus amigos e colegas de trabalho. Eu quando viajo evito comprar lembranças, e as que levo são poucas, baratas, e geralmente para a minha família. Dizem que pedir não ofende, mas depende apenas de si se quer viajar à vontade ou como um burro de carga.

 

Viajar pela Europa pode tornar-se fácil e sair mais barato se estivermos bem preparados. Neste caso use e seu bom senso para poder viajar sem problemas de falta de dinheiro.

E você? Que conselhos e dicas nos pode dar para poder viajar barato pela Europa?

Booking.com

Sem comentários

Deixar um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

SUBSCREVER GRÁTIS

Subscreva a nossa lista de email e receba novos artigos e actualizações comodamente na sua caixa de email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo correu mal...